15 Perguntas frequentes sobre o Coronavírus | IBR Hospital
COVID19-NOTICIAS

15 Perguntas frequentes sobre o Coronavírus

15 Perguntas frequentes sobre o Coronavírus

Diante do contexto do novo Coronavírus no Brasil, nos disponibilizamos como fonte confiável de informação e conhecimento. A doença que causa a atual pandemia foi batizada pela Organização Mundial da Saúde como Covid19. Abaixo, confira as 15 principais perguntas e respostas sobre sintomas, transmissão e cuidados.

1. O que é o Coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus, identificada pela primeira vez na década de 1960, que causam infecções respiratórias em humanos. Recebe esse nome porque tem em sua membrana — vista por meio de microscópios — uma silhueta que se assemelha à coroa (corona) do sol.
Alguns coronavírus podem causar doenças graves como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS).
O novo coronavírus (SARS-Cov-2) foi descoberto em 31 de dezembro de 2019, em Whuan, na China. A doença causada pelo novo coronavírus é chamada de COVID-19

2. Quais são os cuidados adotados pelo IBR Hospital?

Somos um Hospital certificado nível II (ONA) e seguimos normas rígidas de higiene para o controle de infecções. Adotamos protocolos de atendimento incluindo a triagem e o diagnóstico (exames) em casos suspeitos.
Em todos os setores contamos ainda com álcool gel disponível para segurança dos pacientes, acompanhantes e colaboradores. Com as novas regras, o número de visitas foi reduzido no internamento e UTI.

3. Quais são os sintomas do novo coronavírus – COVID19?

Os sintomas do COVID19 são semelhantes a uma gripe convencional: febre, tosse seca, cansaço e principalmente dificuldade para respirar. Podendo apresentar também: dificuldade para respirar, dores no corpo, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta e diarreia.

Está resfriado? Entre em contato pelo WhatsApp com o “Plantão Coronavírus” (77) 98845-0208 e receba os primeiros cuidados

4. Como ocorre a transmissão?

O novo coronavírus é transmitido de pessoa para pessoa. A principal forma de transmissão se dá através do contato com gotículas do nariz ou da boca, expelidas pela pessoa quando espirra ou tosse. A transmissão também pode ocorrer quando uma pessoa toca em objetos contaminados e posteriormente realiza contato com olhos, nariz ou boca.

5. Como posso prevenir?

• Fique em casa mantendo o isolamento social.

• Higienize regularmente as mãos com água e sabão. Utilize o álcool gel 70% com frequência.

• Mantenha, pelo menos, 2 metros de distância entre você e qualquer pessoa que esteja com sintomas de gripe.

• Adote etiqueta ao tossir, cobrindo a boca e o nariz ao tossir e espirrar com lenços descartáveis.

• O vírus sobrevive em diversas superfícies, por isso evite ao máximo tocar nos olhos, nariz e boca.

• Não compartilhe utensílios pessoais – copos, talheres, toalhas etc.

• Higienize objetos de uso frequente, celular, bolsa, teclado, etc.

• Mantenha os ambientes sempre limpos e ventilados.

6. Qual o exame diagnóstico feito para detecção do COVID19?
O exame específico é chamado de PCR em tempo real para novo coronavírus. O diagnóstico é feito por um exame de biologia molecular que detecta o material genético do vírus (RNA) em amostras respiratórias. A realização do exame está indicada para pacientes com sintomas graves e necessita de solicitação médica.

7. Quanto tempo o vírus sobrevive nas superfícies?
Estudos sugerem que os coronavírus (incluindo o COVID19) podem persistir nas superfícies por algumas horas, dependendo de condições ambientais como: temperatura, exposição solar e umidade. Utilize desinfetante para limpar uma superfície que pode estar infectada e faça sempre a higiene das mãos de maneira correta – com água, sabão e/ou álcool 70%.

8. Quais produtos de limpeza são capazes de matar o coronavírus?
Combinação água e sabão para a higiene das mãos + álcool 70%. Para a limpeza da casa água sanitária (hipoclorito de sódio) e/ou desinfetantes.

9. Posso me contaminar por meio de aperto de mão ou beijo no rosto?
Sim. A contaminação ocorre pelas gotículas da saliva ou mãos infectadas não higienizadas. É necessário respeitar a distância recomendada de 2 metros entre pessoas.

10. Há pessoas com maior risco de desenvolver a doença?
Pessoas idosas e pessoas com doenças pré-existentes (como hipertensão, diabetes, problemas cardiovasculares) são mais propensas a desenvolver a forma mais grave da COVID-19.


11. Há algum risco de que animais de estimação espalhem o vírus?

Não há registros de casos em que animais domésticos tenham sido responsáveis pela transmissão do vírus.

12. Quando devo ir ao IBR Hospital?
Febre associada à tosse e principalmente falta de ar é um alerta para o COVID19. Se você faz parte do grupo de risco ou apresenta sintomas dirija-se ao Pronto-Socorro do IBR Hospital. Casos suspeitos e confirmados devem seguir as recomendações médicas de isolamento para evitar a circulação do vírus.

13. Como é feito o tratamento para a COVID-19?
Ainda não uma medicação específica nem vacina aprovada. Antibióticos funcionam apenas em infecções bacterianas e por isso não podem ser usados como meio de prevenção ou tratamento do COVID19. Casos suspeitos ou confirmados devem ficar em repouso, reforçar a hidratação e a boa alimentação. Durante o período de isolamento é recomendável utilizar máscara e permanecer em cômodo privativo, bem ventilado.

14. A internação é necessária para todo caso positivo para o teste COVID-19?
A internação é indicada para pacientes que apresentem agravamento dos sintomas, como insuficiência respiratória ou que tenham sinais sugestivos de pneumonia. No caso de sinais leves é recomendado cuidados associados ao isolamento domiciliar.

15. O que é o isolamento respiratório domiciliar e quem deve adotar essa medida?
O isolamento respiratório domiciliar é uma medida de segurança que deve ser adotada para evitar a propagação da doença. Ele deverá ser instalado conforme orientação médica.
O paciente deve permanecer em domicílio durante 14 dias, utilizar máscara cirúrgica e manter distância de outras pessoas, como familiares. É importante manter ambiente ventilado e não compartilhar com outras pessoas alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. O paciente deve sempre cobrir a boca ao tossir ou espirrar, higienizar as mãos frequentemente com sabonete e água ou álcool gel, evitar tocar a boca, nariz e olhos sem higienização prévia das mãos.


Postado em
26 de março de 2020

Compartilhe: twitter ibr facebook ibr


Leia também sobre

Newsletter

Receba os informativos do IBR e as novidades do hospital em seu e-mail